Passo a passo para instalar o SSD

Tempo de leitura: 6 minutos

Muitas vezes, as pessoas escolhem introduzir novos dispositivos em seus notebooks, para aumentar a performance ou para criar um novo estilo de armazenamento de informações, entre várias outras possibilidades.

Entre estes elementos que podem ser colocados, está a chamada SSD. A sigla vem do inglês Solid State Drives, e em português costuma ser traduzido como Unidade de Estado Sólido. Na prática, são discos rígidos que trazem maior velocidade em relação aos HDs mais tradicionais, além de influenciar na capacidade de gravação, de leitura de informações etc.

De qualquer forma, nosso objetivo aqui não é expandir o conhecimento sobre a SSD em si, mas sim um aspecto mais específico: para você que já adquiriu uma e quer instalar por conta própria, sem novos gastos e de maneira mais simples, sem necessidade de ir até algum lugar transportando as peças necessárias, preparamos o passo a passo de como realizar o processo.

Portanto, se você tem sua SSD em mãos e está pronto para aprender, siga este conteúdo até o fim e saiba exatamente como fazer para que o procedimento seja efetuado com sucesso e traga o resultado desejado.

Passo a passo para instalar a SSD

O primeiro passo é um alerta. Lembre-se de sempre tirar todo tipo de fonte de energia. Desconecte qualquer componente que atue na alimentação, pois isso pode trazer riscos durante o procedimento. É preciso se certificar de que todos os cabos estejam fora de qualquer capacidade de receber energia.

Este é um passo pré-instalação. Agora, vamos à sequência de ações para que a SSD seja instalada com sucesso. Primeiro, pegue o suporte de discos do computador e faça a montagem da nova peça neste espaço.

É fundamental, previamente, escolher uma peça de modelo que encaixe perfeitamente com o suporte do equipamento em questão. Se não, será necessária uma alteração, uma nova compra, sem falar na perda de dinheiro.

Com suportes específicos para SSD, a montagem é bastante simplificada e fica totalmente segura no suporte de discos em questão.

O próximo passo é encontrar o espaço, no equipamento, em que fica o gabinete para colocação do novo componente. A SSD deve estar conectada ao suporte em que foi colocada inicialmente. É preciso parafusar dos dois lados, para garantir a maior proteção possível no momento da conexão.

Para quem pergunta onde é este espaço, falamos agora: geralmente, é no local designado para os HDs ou mesmo para os drives de DVD, de CD etc. Afinal, trata-se de um componente de hardware do computador. As medidas da SSD, de maneira geral, serão costumeiramente compatíveis com o espaço reservado ao HD e aos leitores de drives.

Neste ponto, um detalhe é fundamental: é indispensável que haja a colocação dos parafusos para fixar o novo componente. Em hipótese alguma eles podem ficar soltos ou mal encaixados.

Afinal, se isso acontece, eles podem acabar se movendo com o tempo ou em alguma movimentação do computador. Com isso, pior do que apenas perder a eficiência de sua ação, podem acabar atrapalhando o funcionamento de outras peças. Inclusive, podem tampar saídas de ar, o que pode causar superaquecimento do equipamento.

Hora de fazer as conexões

No começo, dissemos que era fundamental desconectar toda e qualquer fonte de energia, para evitar riscos no momento da colocação da SSD em seu espaço reservado. Feito isso, é o momento de recolocar a energia para o funcionamento do computador.

Portanto, é a hora de conectar o cabo de energia específico para ser colocado em contato com a SSD. Depois, seguem as conexões técnicas. O cabo de dados do aparelho deve ser ligado à nova peça e, também, nas entradas pertencentes à placa mãe do equipamento.

É importante seguir estes passos com atenção, pois são eles que habilitarão o correto funcionamento da SSD, cumprindo a função ao qual o componente é designado. Por isso, qualquer erro nesse momento pode dificultar a correta utilização. Logo, muita atenção nestes passos.

Para finalizar a parte física, é preciso fechar o gabinete em que foi colocada a peça, com todos os fios e conexões citadas acima. A colocação no ponto certo é importante para que nenhum fio fique sobreposto ou tocando outras partes do computador, abrindo riscos de problemas.

Finalizada esta parte, o computador pode ser religado, com o botão de liga e desliga sendo apertado, já com a liberação da utilização das fontes de energia, inutilizadas no começo de tudo.

Conexões no computador

Parece que acabou, mas ainda não. Se tudo foi feito corretamente até aqui, a parte física terminou. Mas há a habilitação dentro do sistema do equipamento.

Trata-se de um trabalho de formatação interna. Neste caso, alguns tipos até já vêm formatados no momento da compra por parte do usuário. Se for o caso, tudo fica mais fácil e ele já aparecerá em seu sistema, pronto para ser utilizado. Mas nem sempre isso acontece.

Se não houver a formatação prévia, o trabalho será manual por parte do instalador em casa. Primeiro de tudo, vai depender de qual é o sistema operacional usado pela pessoa, mas vamos dar dicas de como fazer.

É importante encontrar a aba que leve à ação relacionada ao gerenciamento de disco. O termo exato depende da versão, mas é algo que tenha este intuito, de gerenciar os discos.

Ao adentrar esta pasta, ele reconhecerá que há um novo elemento. Será necessário criar uma partição específica para esta SSD. Avançando no processo, é preciso escolher o tamanho. O próprio computador liberará algumas opções automáticas, mas cabe ao usuário ler direitinho, formatar da maneira desejada. Uma dica: quando for pedido, escolha NTFS para o sistema de arquivos.

Depois de selecionar todas as opções, clique em formatar para que seja oficializada a nova peça, com as características desejadas. Depois que a formatação acabar, a SSD estará totalmente habilitada no computador.

Portanto, assim é o passo a passo. Começa na parte física, de realizar as conexões e encaixes, até chegar à parte técnica, com as formatações, automáticas ou não.

Com todas estas informações, é possível realizar o trabalho de instalação da SSD em seu computador. Quer saber mais sobre o tema, leia mais em outros conteúdos específicos de nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *