Conheça a importância de refrigerar o notebook

Tempo de leitura: 6 minutos

Com o avanço da tecnologia, os notebooks têm apresentado um desempenho semelhante aos desktops, o que aumentou muito a sua utilização para programas de alta performance e jogos pesados. Junto a isso, surgiu também a necessidade de estabilizar a temperatura do equipamento durante a sua utilização, para evitar problemas no equipamento.

Preparamos esse artigo para te ajudar a entender a importância do resfriamento dos notebooks e conhecer as melhores soluções para os problemas de superaquecimento. Continue neste post e confira!

Quais os problemas causados pelo aquecimento?

01. Desligamentos repentinos: Sem aviso, seu notebook desliga e todo o trabalho que você estava realizando pode se perder, ou você sai no meio de uma reunião importante de trabalho por conta do desligamento. Independente da tarefa que esteja sendo executada, esse tipo de interrupção pode gerar grandes problemas. Isso ocorre quando o notebook atinge uma temperatura muito alta, e seus componentes param de funcionar temporariamente. Além da perda de dados, esse problema gera atrasos, uma vez que será necessário aguardar o equipamento reestabelecer uma temperatura adequada para voltar a funcionar.

tela de notebook preta

02. Ruídos devido a ventilação: Um notebook aquecido faz seus componentes acabarem trabalhando em uma velocidade maior que a normal para equilibrar a temperatura. Essa velocidade acelerada acaba por gerar ruídos mais altos que os gerados quando o computador trabalha no seu modo regular.

03. Danos aos componentes: Assim como uma febre alta pode causar diversos problemas ao corpo humano caso não seja controlada, um notebook também sofrerá danos em seus componentes caso atinja uma temperatura alta demais. Placas de vídeo, disco rígido, placas-mãe, HDs, entre outros, podem ser prejudicados ou até mesmo perder totalmente sua funcionalidade ao superaquecer. Caso isso ocorra, pode ser necessária a substituição desses componentes, por se tratar de danos irreversíveis.

04. Danos ao usuário: em alguns casos, o superaquecimento pode causar ferimentos nos usuários, principalmente àqueles que têm o hábito de utilizar o equipamento no colo. Como ele pode atingir temperaturas acima de 80 °C, pode gerar queimaduras graves na pele. Em situações mais graves, o notebook pode pegar fogo ou até mesmo explodir.

Como evitar esse problema?

Como vimos, as altas temperaturas podem gerar inúmeros problemas para o equipamento e para o usuário. Para evitar que isso ocorra, você pode contar com um sistema de resfriamento. Os coolers criados para notebook fornecem uma solução prática e adequada para esse tipo de problema.

Os coolers são compostos basicamente por hélices (ventoinhas), que funcionam como pequenos ventiladores que fazem com que o ar circule na parte de baixo do notebook reduzindo a temperatura e evitando o superaquecimento. Os computadores já possuem dois coolers internos: um deles é responsável pelo resfriamento do processador e o segundo pelo resfriamento da fonte de alimentação. Já na maior parte dos notebooks, existe apenas um cooler interno, que funciona para prevenir danos pelo aquecimento, ou seja, ele não funciona de forma contínua e pode não dar conta da demanda necessária de resfriamento.

Quais os tipos de cooler disponíveis?

Air Cooler: é o modelo mais simples, que funciona aumentando o fluxo de ar sob o equipamento a fim de dissipar o calor. É uma opção viável para quem utiliza moderadamente o computador e executa tarefas que não demandam tanta performance.

Water Cooler: Esse modelo funciona a base de água. O líquido é transportado pelo processador com a ajuda de uma bomba. Ele troca calor com o equipamento e em seguida é transportado para uma espécie de radiador, onde é novamente resfriado por uma ventoinha, retomando, assim, o ciclo. Possui mais eficiência que o air cooler.

water cooler

Heat Pipe: São menos buscados no mercado, mas são muito eficientes. Usam o mesmo princípio de transferência de calor que acontece no Water Cooler: possui um sistema de resfriamento com um líquido que corre entre tubos, gerando um resfriamento rápido.

Cooler Externo: Para notebooks que executem tarefas de alta demanda, os coolers externos são uma solução muito eficaz, principalmente para os casos em que a máquina já não apresenta uma boa ventilação.

Suporte com coolers: É uma espécie de bandeja onde se coloca o notebook. Ele possui ventoinhas que auxiliam no resfriamento do equipamento e funcionam conectados via USB.

Dicas para manter a temperatura do notebook

– Procure utilizar o seu equipamento em superfícies regulares, para que a saída de ar (localizada na parte de baixo do notebook), não fique obstruída. Por exemplo: evite usar o notebook no colo, em cima de cobertores, almofadas etc. Quanto mais estável a plana a superfície, mais fácil será para o ar quente sair do aparelho.

– Dê preferência aos ambientes mais arejados, e não use o notebook sob o sol, em locais com muita incidência de poeira para não obstruir os componentes. As partículas podem entrar no equipamento e fazer as ventoinhas, por exemplo, pararem de funcionar, deixando de resfriar e dissipar o calor.

– Eleve o seu notebook com a ajuda de pés adesivos ou suportes, que podem ser facilmente encontrados no mercado. Isso facilitará a circulação do ar embaixo do equipamento e evitará que as saídas de ar sejam obstruídas.

– Também podem ser localizados no mercado, suportes que elevam o computador, ajudando na dissipação do calor e no controle da temperatura, além serem muito positivos para a saúde do usuário, por fornecer uma posição mais ergonômica para a sua utilização.

– Utilizar o notebook enquanto ele está conectado ao cabo de alimentação também é um hábito que deve ser evitado. Enquanto ele carrega, mesmo sem uso, a temperatura dele já fica mais alta naturalmente, e executar tarefas durante esse período fará a temperatura atingir níveis acima do esperado.

– Guarde o modo de desempenho rápido para os momentos em que o seu notebook estiver executando tarefas de alta performance, para evitar que ele superaqueça durante as atividades mais simples. Isso protegerá seu equipamento e todos os seus componentes.

– Utilize programas que realizam o monitoramento de todos os componentes do notebook. Eles realizam varreduras constantes do sistema, inclusive da temperatura interna, e alerta sobre a possibilidade de superaquecimento. Com isso você poderá se prevenir e monitorar a situação do seu equipamento.

– Realize um acompanhamento preventivo semestralmente em uma assistência técnica, a fim de monitorar a situação do notebook. Isso inclui a limpeza interna das saídas de ar, ventoinhas e componentes.

Gostou do nosso artigo? Dá uma olhada no nosso site , e conheça os nossos produtos e soluções!